O que é a Osteopatia

O que é a Osteopatia

 

A Osteopatia é uma medicina manual, que surgiu nos EUA, através do Dr. Andrew Taylor Still (1828-1917), médico-cirurgião que anunciou os princípios desta terapêutica da medicina natural. A osteopatia tem como objetivo colaborar na prevenção da doença, promoção, educação e recuperação da saúde do paciente, bem como agir sempre com o máximo de zelo e profissionalismo, em concordância com as normativas da Organização Mundial de Saúde.
 
Na pratica:
A osteopatia é a arte de diagnosticar e de tratar pelas mãos as disfunções de micro mobilidade dos tecidos do corpo à origem de perturbações funcionais.
A osteopatia baseia-se na importância do aspeto mecânico do corpo e recorre aos métodos de ajustes manuais para detetar e corrigir as disfunções funcionais de estrutura (aparelho músculo-esquelético), vísceras, crânio e sistema neuro-vegetativo.

Em osteopatia, não existe modelos nem receitas ou protocolos rígidos de tratamento, o tratamento é adaptado e centrado no paciente.
O tratamento é baseado num exame clínico: um diagnóstico osteopático deve conduzir a um ato terapêutico, cujas técnicas manuais têm como objetivo restabelecer a mobilidade perdida e dar equilíbrio ao sistema músculo-esquelético, sacro-cranial e visceral, mantendo a elasticidade do tecido conjuntivo, em todos os seus sistemas.

Porem, a osteopatia não constitui uma resposta clínica às todas as patologias. Nesse sentido, insistimos na importância da elaboração de um diagnostico diferencial, diferenciando as situações clínicas fora do seu alcance, orientando para os exames complementares e especialidade médica adequada em adequação com o estado clínico.

E porque acreditamos num tratamento multidisciplinar faz parte integrante de uma equipa médica para obter a melhor resposta para o seu tratamento.
 

A validade da Osteopatia é tão concreta que é recomendada e incentivada pela OMS ( Organização Mundial da Saúde).