Osteopatia e dores de cabeça

As cefaleias e enxaquecas são um motivo de consulta dos mais frequentes em consultório de osteopatia. Caracterizadas pelo paciente por uma dor no crânio, com uma localização principalmente nas regiões temporais, orbitarias, occipitais, acompanhadas por sinais conexos. De origens e tratamento diferentes, as dores de cabeça atingem 21% da população portuguesa.

Diferentes Origens:

  • Vascular: Dores relacionadas com um transtorno da circulação sanguínea. Mesmo se a causa da crise é diferente, é em definitivo a contracção e dilatação vascular que desenvolvem a dor.
  • Neurológica: Compressões de nervos como o nervo de Arnaldo.
  • Músculo-esquelética: Disfunções vertebrais dorsal ou cervical, tensões musculares, tensões na base do crânio : estas tensões podem causar  perturbações nos sistemas nervoso ou vascular craniano.
  • Traumática: Traumatismo vertebral, da face, de nascimento ou “whiplash” (golpe de coelho).
  • Psíquico: Factores como stress, emoções ou contrariedades podem desencadear estas crises, porem pelas quais não são geralmente responsáveis.
  • Menstruação – ovulação: Tensões dos órgãos ginecológicos afectam a flexibilidade da coluna vertebral e da região cervical ou da base do crânio.

 

Sintomas:

  • Dores orbitarias
  • Dores temporais
  • Dores em capacete provenientes da coluna cervical
  • Dores de hemicranio 
  • Dor pulsatil

 

Sinais de acompanhamento:

  • Vertigens, náuseas, vómitos, foto fobia, transtornos de visão, intolerância sonora, desmaio, irritabilidade, falta de concentração, tensões cervicais ou dorsais superiores.

 

Grandes tipos:

  • Enxaqueca comum: Dor frequentemente limitada à um lado, pulsatil, agravada pelo movimento, acompanhada de náuseas. Dor atingindo o seu máximo em 2 a 4 horas, durante 72 h sem tratamento.
  • Enxaqueca acompanhada: Vários sinais precedem a crise dolorosa como formigueiro, paralisia parcial temporária ... Sinais que desaparecem aproximadamente em 1 hora deixando lugar à dor craniana.
  • Oftálmica: Com sinais visuais particulares

 


Tratamento Osteopatico:
Durante uma entrevista o osteopata pesquisará a origem dos sintomas, circunstancias de aparecimento, frequência, localização, duração ...
Com manipulações suaves, indolores e sem perigo, o osteopata corrige as disfunções localizadas por exemplo na coluna cervical em estreita ligação com estruturas nervosas originando dores de cabeça, ao nível do crânio para aliviar tensões que comprimam as estruturas vasculares e nervosos do pescoço.
Da mesma forma, ombro e sistema digestivo serão avaliados, numa perspectiva de abordagem global do paciente.  
Sem receita milagrosa, pois cada “dor de cabeça/cefaleia/enxaqueca” é diferente, o objectivo final será de diminuir a dimensão dos sintomas e recorrência das crises no futuro.