Osteopatia e Seniores

A hora da reforma é sinonimo de mais descanso, mas não é por isso que você não solicita o seu corpo:
As actividades de jardinagem, natação, hidro ginástica, as viagens, cuidar dos netos, o desporto exigem muita energia e desgaste. Além disso, nessa fase da vida surgem problemas de saúde como hipertensão, problemas digestivos, circulatórios que juntando-se à perca de flexibilidade dos seus tecidos e a capacidade de adaptação do seu corpo, tem um efeito negativo no seu dia à dia.

Todos os dias, durante as minhas consultas, noto que esta faixa etária da população tem uma preocupação crescente com a perca de mobilidade e independência, o meu objectivo de Osteopata é de melhorar a qualidade de vida para desfrutarem das suas actividades sem limites.
Com a sua pratica analítica, a Osteopatia permite, num certo numero de casos de estabilizar, abrandar e melhorar a dor e constrangimentos funcionais dos seniores.

Quando consultar:

A titulo Preventivo:

  • Efectuando um “check up”,  para prevenir o aparecimento de dores susceptíveis de criar desconforto no quotidiano.
  • Antes de começar ou retomar uma actividade física.
  • Em complemento de outras praticas de saúde sustentável : hidro ginástica, termas ...

 

 A titulo Curativo:

  • Dores vertebrais...
  • Dores articulares: ombro, joelho, anca, tornozelo, cotovelo, pulsos ...
  • Nevralgias : ciática, cruralgia, nevralgia cervico braquial ...
  • Transtornos de bexiga, prostate, transito intestinal ...
  • Transtornos digestivos...
  • Transtornos de sono...
  • Apôs traumatismo...

 


Desenvolvimento de uma consulta:

Depois de ter assegurado que os transtornos revelam bem da sua competência, e insisto muito neste aspecto, pois a clivagem que se envolve no contexto português entre a medicina convencional e a osteopatia dita medicina alternativa parte de o facto de muitas vezes não conseguir colocar um diagnostico e conhecer os seus limites.
Confesso que ainda não entendo muito bem o termo de medicina alternativa : temos médicos e temos osteopatas e utilizando a expressão popular "cada macaco no seu sitio ou no seu galho" ( dependendo de a zona do pais ), por vezes seria interessante realçar que por minha parte a maioria dos meus pacientes me são reencaminhados a conselho do médico de centro de saúde ou especialista. Cabe a cada osteopata mostrar a sua legitimidade em receber pacientes em primeira intenção e caso seja necessário demonstrar reconhecer sinais clínicos que não são do seu alcance.
Um exame palpatório aprofundado do corpo na sua globalidade permite a elaboração de um diagnostico osteopático e o tratamento de disfunções sem nunca esforçar o jogo normal das articulações para restituir mobilidade às articulações em sofrimento.
As técnicas, suaves e prudentes que o osteopata utiliza também permite uma maior irrigação dos tecidos.
Concluindo, o Osteopata permite aos Seniores de estabilizar ou de reaver um conforto funcional no seu dia à dia, acompanhando-se de conselhos e exercícios para manter os benefícios à longo prazo.