AGENDAR consulta2

 

 

Como trata um Osteopata

Como trata um Osteopata

O tratamento

 

Apôs um interrogatório e uma analise exaustiva de exames complementares, sejam radiológicos ou biológicos, o primeiro passo consiste em determinar as indicações mas principalmente as contra indicações de tratamento. Como? através de testes de diagnostico diferencial, ortopédicos, neurológicos … que determinaram se o motivo de consulta necessita orientação para especialidade médica ou a necessidade de exames complementares (este é o ponto fundamental da consulta).

Assim que descartadas as contra-indicações, o osteopata explora o corpo através de testes palpa-tórios específicos, procurando regiões com restrições de mobilidade susceptíveis de alterar o estado de saúde. As mãos do osteopata, ferramenta de avaliação e de tratamento, irão procurar, encontrar e harmonizar o conjunto de estruturas com perturbações de mobilidade.

O tratamento manual osteopático é adaptado e centrado no paciente.

 

As técnicas mais usais consistem em:

 Manipulações de impulso para ajustar e alinhar a dinâmica articular.

 Manipulações de tracção e descompressão no alivio da dor e rigidez.

 Técnicas de tecidos moles para aliviar as tensões musculares, eliminar radicais livres nas fibras musculares, aumentar a contracção muscular e circulação sanguínea.

 Técnicas neuromusculares ( trigger points) no tratamento de fibroses ou tecido cicatricial e problemas posturais entres outras ...

 

A osteopatia visceral consiste em restaurar a mobilidade inerente à cada órgão e víscera em casos de transtornos funcionais via o tratamento de aderências e à pressões manuais focadas devolvendo os movimentos rítmicos viscerais. Em todos os casos, é importante excluir quaisquer organicidade (patologia).

A osteopatia craniana ou sacro-craniana baseada na mobilidade dos ossos do  crânio, mais objectivável no recém-nascido e na criança, e no eixo sacrocraniano (fluctuaçao do liquido cefalo raquidiano).